Todos os números do Corona Vírus. Mais mortes a lamentar

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta sexta-feira a existência de 246 mortes e 9.886 casos de Covid-19 em Portugal.

O número de óbitos subiu, de ontem para hoje, de 209 para 246 – uma subida de 17,7% em relação a ontem -, enquanto o número de infetados aumentou de 9.034 para 9.886, mais 852, o que representa um aumento de 9,4%.

No que toca a doentes internados, o número subiu de 1.042 para 1.058. 245 estão em Unidades de Cuidados Intensivos, mais cinco em relação ao último balanço

O número de casos recuperados mantém-se nos 68.

No Relatório de Situação divulgado esta sexta-feira, há, desde 1 de janeiro, um total de 74.377 casos suspeitos, dos quais 5.392 aguardam os resultados das análises e 59.099 testes que deram negativo.

A região Norte continua a ser a mais afetada, com 5.899 casos e 130 mortes. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com 2.347 casos e 51 óbitos. A região Centro regista 1.286 casos e 61 mortes, o Algarve 179 casos e 3 mortos, o Alentejo 62 casos e uma morte – a primeira na região -, os Açores 63 casos e a Madeira 50 casos.

Os casos confirmados:

68 meninos e 65 meninas com menos de 10 anos;
236 jovens entre os 10 e os 19 anos;
425 homens e 580 mulheres entre os 20 e 29 anos;
648 homens e 825 mulheres entre os 30 e 39 anos;
734 homens e 1.093 mulheres entre 40 e os 49 anos;
761 homens e 1.025 mulheres entre os 50 e os 59 anos;
646 homens e 679 mulheres entre os 60 e 69 anos;
525 homens e 420 mulheres entre os 70 e os 79;
466 homens e 690 mulheres casos com mais de 80 anos.

No que diz respeito aos óbitos:

2 mulheres entre os 40 e os 49 anos
7 homens e 2 mulheres entre os 50 e os 59 anos;
18 homens e 3 mulheres entre os 60 e os 69 anos;
35 homens e 23 mulheres entre os 70 e os 79 anos;
83 homens e 73 mulheres com mais de 80 anos.

ESTADO DE EMERGÊNCIA EM PORTUGAL: AS NOVAS MEDIDAS

O primeiro-ministro António Costa apresentou esta quinta-feira as novas medidas a vigorar durante o período de estado de emergência, prolongado até 17 de abril.